Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
Rede de Pesquisa DRIADE

Grupos e Linhas de Pesquisa

Publicado: Terça, 06 de Maio de 2014, 11h22

A Rede de Pesquisa DRÍADE promove o compartilhamento de estudos e práticas, além da integração de conteúdos da memória institucional digital de forma consorciada e federada. No Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq a Rede DRÍADE está registrada como Grupo de Pesquisa "Estudos e Práticas de Preservação Digital" incluindo 09 linhas e cerca de 100 participantes.

Alguns colaboradores da Rede Cariniana participantes dos grupos/linhas da Rede DRÍADE já contribuem nos serviços oferecidos pela Rede na área de preservação digital, tais como, o dicionário online, o guia de fontes de informação e o mapeamento de acervos digitais preserváveis. Convidamos a todos para participar dessas iniciativas de colaboração e pesquisa.

Para saber mais sobre o grupo de pesquisa "Estudos e Práticas de Preservação Digital" no CNPq acesse a página: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/3997875180380796

Todos os grupos/linhas de pesquisa estão relacionados a preservação digital, com participação de mais de 90 profissionais e acadêmicos que possuem algum tipo de projeto sobre preservação.

Para participar dos Grupos de Pesquisa, é necessário:

a) Solicitar cadastro para o e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , e informar:

1 - Nome completo;

2 - Data de Nascimento;

3 - Telefone para contato;

4 - Nome da instituição que possui vínculo (trabalha/estuda). Poderá ser solicitada uma minuta do projeto;

5 - Especificar o vínculo com a instituição, ex.: servidor, técnico, pesquisador, estudante etc.;

6 - Link de seu Currículo Lattes;

7 - Escolher uma ou duas linhas de seu interesse;

8 - Comunicar o objeto da sua pesquisa, se houver.

b) Dentro dos grupos deverá haver reuniões para discutir os projetos e listar os problemas identificados.

c) Os colaboradores também publicam artigos sobre o tema, identificando o estado da situação atual das pesquisas e seus principais métodos, técnicas, tecnologias e futuros parceiros.

d) Um colaborador poderá ser membro de mais de um grupo/linha após entrar na rede, caso possua outros temas de interesse.

e) Na Rede DRÍADE cada linha de pesquisa deverá possuir um coordenador geral.

_______________________________________________________________________________________________

Grupos/Linhas de Pesquisa

Institucionalização da Memória Digital

Competências em Preservação Digital

Curadoria Digital

Patrimônio Artístico, Audiovisual e Sonoro

Periódicos Eletrônicos

Políticas, Projetos e Auditorias de Preservação Digital

Soluções Tecnológicas

Teoria e Pesquisa em Preservação Digital

SIGAD e RDC-Arq

___________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Descrição dos Grupos/Linhas

 Institucionalização da Memória Digital

Aborda a construção de serviços de centros de memória. Acompanha os centros de memória digital que surgem pela necessidade de salvaguardar o patrimônio cultural e científico digital, para garantir o acesso aos registros eletrônicos autênticos para as gerações vindouras. Incentivar a estruturação e implantação institucional de núcleos de memória.

Competências em Preservação Digital

Pesquisa o desenvolvimento de recursos humanos em preservação digital, reunindo informações sobre cursos, instituições, currículos, eventos e referências sobre o tema.

Curadoria Digital

Estuda a curadoria digital como processo de criação e desenvolvimento de repositório de dados para consultas atuais e futuras realizadas por pesquisadores, cientistas, historiadores e estudiosos. Propõe a curadoria digital como uma alternativa para organização de informações relevantes como um filtro em meio ao crescimento exponencial de geração de dados. Analisa as atividade que envolvem a manutenção, a preservação e a agregação de valor a dados de pesquisa durante o seu ciclo de vida (DCC).

Estuda os repositórios de dados. Modelos de arquitetura para centralizar dados primários de centros de pesquisa em âmbito nacional. Analisa ferramentas que suportam o fluxo e a gestão de grande quantidade de dados.

Patrimônio Artístico, Audiovisual e Sonoro

Desenvolve projetos executivos e projetos de pesquisa científica que correlacionam os conceitos de informação, consciência, memória, salvaguarda e acesso aos patrimônios audiovisual, sonoro e artístico constituintes de acervos de instituições públicas e privadas, especialmente no que se refere à conversão digital e à preservação digital destes acervos.

Periódicos Eletrônicos

Grupo interdisciplinar que aborda os conceitos, funções e importância da preservação de periódicos eletrônicos, tomando com principais aspectos seu arquivamento, formatação e gerenciamento a longo prazo.

Políticas, Projetos e Auditorias de Preservação Digital

Aborda políticas de preservação digital em relevância da gestão da informação e do conhecimento.

Soluções Tecnológicas

Aborda pesquisas sobre ferramentas de preservação digital e sua adoção nos diferentes setores produtivos.

Teoria e Pesquisa em Preservação Digital

Aborda a preservação digital da informação técnico-científica, desde a perspectiva da Ciência da Informação, procurando mapear os fundamentos teóricos e metodológicos das principais iniciativas empreendidas até o momento. Pesquisa os esforços que a comunidade da Ciência da Informação vem realizando para introduzir e definir as práticas e princípios arquivísticos que sustentem práticas consolidadas de preservação e acesso a longo prazo a documentos em acervos digitais.

SIGAD e RDC-Arq

Propõe a pesquisa e o desenvolvimento das práticas de arquivamento de objetos digitais confiáveis desde sua digitalização, sua organização e gerenciamento.  O SIGAD ( Sistema Informatizado de Gestão Arquivística de Documentos) é a peça fundamental nos processos de digitalização e gestão que devem ser pensados nesse grupo, assim como os softwares de repositórios digitais confiáveis que garantam a cadeia de custódia dos documentos institucionais.

Fim do conteúdo da página