Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

O IBICT apresenta seu manifesto e projetos de gestão de dados científicos na CEPAL

A CARINIANA propõe conectar as etapas da pesquisa científica com a curadoria e a preservação digital

  • Publicado: Quinta, 03 de Novembro de 2016, 13h06

No passado dia 27 de Outubro, O Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia IBICT participou do 4º Workshop LEARN sobre Dados de Pesquisa, representado pelo coordenador da Rede Cariniana, Miguel Ángel Márdero. A conferência internacional realizada dentro do projeto LEARN (LEaders Activating Research Networks) foi organizada pela Comissão Econômica para América Latina e o Caribe da Nações Unidas (CEPAL), em Santiago, Chile. O objetivo da reunião foi promover que os atores chave das agências de financiamento de pesquisa, das instituições ligadas a projetos científicos e representantes de bibliotecas, explorassem seus papeis e responsabilidades no desenvolvimento de políticas para gestão de dados de pesquisa nas suas respectivas instituições. O Workshop ofereceu um fórum para a troca de experiências, discussão de estratégias e a criação de alianças para o avanço da Gestão de Dados Pesquisa na região.

Apresentação da gestão dos dados científicos no IBICT

O IBICT contribui na esfera das iniciativas públicas brasileiras de acesso e preservação da produção científica com pesquisas e a promoção de metodologias de tratamento da informação científica. A gestão dos dados primários de pesquisa é uma das mais recentes atividades que o Instituto vem abordando, destacando-se entre elas o lançamento este ano do “Manifesto de Acesso Aberto aos Dados da Pesquisa Brasileira da Ciência Cidadã”, com o qual espera estimular e apoiar os movimentos e as iniciativas para a Ciência Aberta no país. O IBICT mantem vários grupos de pesquisa envolvidos com aspectos da comunicação científica e projetos relacionados aos temas de acesso e preservação de dados de pesquisa, como os projetos “Ciência Aberta, Dados de Pesquisa e Transformações na Comunicação Científica: Influências e Repercussões Políticas, Econômicas, Tecnológicas, Sociais e Culturais” Coordenado pela professora Lena Vania Ribeiro Pinheiro, os projetos “Ciência Aberta e Colaborativa no Desenvolvimento” e “Ciência aberta em questão” coordenados pela professora Sarita Albagli. Desde 2012 o Instituto coordena a Rede Brasileira de Serviços de Preservação Digital CARINIANA, a qual conta com um repositório de dados de projetos de pesquisa na plataforma DATAVERSE; essa ferramenta criada pela Universidade de Harvard, permite acompanhar de forma efetiva os processos e mudanças nos projetos de pesquisa, permitindo a formulação de termos de restrições e uso dos dados, assim como, seu arquivamento seguro a longo prazo. A interoperabilidade dos sistemas de acesso e preservação de dados científicos e uma das preocupações dos pesquisadores da Rede Cariniana, com propostas para a integração do workflow da curadoria e da preservação persistente e distribuída, a conexão da etapa de pesquisa com a do arquivamento digital seguro e, a aplicação de padrões de auditoria de repositórios digitais.

registrado em:
Fim do conteúdo da página